Apresentação

Este blog é destinado a narrar experiências de pais, de familiares e de amigos de crianças e de jovens com trissomia e, também, dos próprios indivíduos com síndrome de Down. Se constitui também num espaço aberto para compartilhar experiências comuns e, com isso, aprender com as diferentes formas de experienciarmos as relações com esses indivíduos, deles verem o mundo e do modo como o habitam. Para isso, pressupomos que os participantes desse blog se disponham a uma amizade (Philia) que seja suficiente aberta para ver no modo de vida (philosophia) dos indivíduos com Down, uma certa sabedoria (sophia), que nos ajude a pensar o que somos nós na relação com esse outro tão familiar e, ao mesmo tempo, tão diferente do que somos. Acreditamos que essa filosofia Down seja possível, talvez porque a experiencie cotidianamente com a nossa filha Ana Sophia, que transformou efetivamente nossas vidas com sua presença e nos ensinou o quão precioso é conviver com a diferença. Entendemos, também, que além de um espaço de troca da experiência comum, esse blog pode ser um dos locais onde uma comunidade silenciada poderá falar (como já o vem fazendo em outros meios), vencendo a vergonha e o medo para se mostrar a uma comunidade que pouco a vê, salvo por questões de caridade, algumas vezes de direito, mas pouquíssimas vezes como tendo algo a dizer. Talvez, ainda que muito remotamente, este seja um meio de tentar sensibilizar essa comunidade a qual pertencemos, inclusive os profissionais que trabalham com esses indivíduos, para que os vejam de outro modo, com o efetivo valor e dignidade que merecem. Ao menos esta é a ambiciosa proposta de seus criadores: Pedro Angelo Pagni e Neuci Leme de Camargo. E também a nossa modesta herança cultural para Ana Sophia, a quem dedicamos este blog.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Poema "Meninos da Lua????"


A presente postagem da sessão Philia Down é um poema de Dagmar de Mello e Silva. A autora é professora da Universidade Federal Fluminense. Recentemente, escreveu neste blog o ensaio "A menina ..." na sessão Down Sophia. Boa leitura!

_____________________________

Meninos da Lua????
Dagmar de Mello e Silva
Quem são esses meninos? De onde eles vêm?
Será que tropeçaram na cauda de algum cometa e tombando de estrela em estrela foram cair aqui?
Mas logo aqui?...
A primeira vista o olhar é de estranhamento...
Seus olhinhos puxados, narizes achatados, sorrisos ingênuos um tanto quanto bobos, tudo isso meio mal arranjado numa cabeça pequena, redonda como a lua...
Não deve ter sido à toa a forma escolhida pela natureza...
Ela deve ter tido lá suas razões, ou não seria desrazão?
Estranha também é esta sensação que muitas vezes experimentamos ao nos colocarmos frente a frente com aquilo que não reconhecemos.
Talvez a resposta esteja na voz do compositor, pois não é que Narciso achava feio o que não é espelho?
Quem sabe se assombrados e assombradores aceitassem o convite e se deixassem guiar pelas mãos de Alice...
Rompessem com os reflexos dos espelhos que só reproduzem a mesmice...
Atravessassem as fronteiras das margens que cerceiam as multiplicidades...
E mergulhassem no fluxo das correntezas de um rio que desemboca nos confins da Lua...
Lá onde vivem os poetas, os loucos e os sonhadores... Aqueles que conseguem ver um Homem imponente em sua armadura com um penacho vermelho em seu elmo...
De capa e espada montado em seu belo cavalo branco combatendo bravamente o dragão da normalidade
Talvez assim...
Deixando se levar pela fantasia, pelos sonhos, pela imaginação que dão sentido a vida...
Nós nos permitiríamos embrenhar-se por espaços/tempos dentro dos quais chove ...
Chove diferentes possibilidades de ser o que quisermos ser...

Nenhum comentário:

Postar um comentário